VISITAS

terça-feira, 17 de maio de 2011





TÍTULO PRÓPRIO: “ Aprendizado Tardio “

Título da Obra: “ Jó - Romance de um Homem Simples “




Autor: Joseph Roth

Origem da literatura: Alemã - Européia

Editora, Data da publicação, Páginas: Ed. Companhia das
Letras, 2006, 196 páginas.

Descrição da estrutura: Obra dividida em 2 partes.
A 1ª parte contém 9 capítulos e a 2ª parte contém 7 capítulos, num
total de 196 páginas.

Personagens: Mendel Singer, Débora ( sua esposa ), seus 4 filhos:
Menuhim ( Alexei Kossak ), Schemariah ( Sam ), Jonas e Miriam,
os amigos da América: Skowronnek, Menkes, Groschel e Rottenberg


Obra: Mendel Singer é um judeu russo, de vida e hábitos simples,
dedicado a Deus de forma disciplinada e convicta.
Ainda jovem, 30 anos, tem 3 filhos e uma mulher grávida e mora
de maneira absolutamente modesta numa cidadezinha russa cha-
mada Zuchnow ( hoje pertence ao território que corresponde à
atual Polônia ), no início do século XX - período da 1ª Guerra
Mundial.
É um homem conformado com sua mediocridade e resignado.
Seus filhos têm características muito distintas. Schemariah tem
espírito empreendedor e desbravador, acaba indo para a América,
tornando-se desertor do exército russo no início da guerra. Alcan-
ça o sucesso na América, casa-se e tem 1 filho. Jonas, fisicamente
mais desenvolvido, já intelectualmente nem tanto, sonhava em ser
membro do Exército. Vai para a guerra e desaparece, sem mais
notícias. Miriam era compulsiva. Adorava namoros e transgredir
a ordem natural dos prazeres carnais. Vivia envolvida com os
cossacos. Menuhim, o caçula, foi o ponto de partida para as agru-
ras e revoltas de Mendel. Criança muito doente, epiléptica, invá-
lida... Mendel não acreditava na cura médica. Conformou-se em
ter um filho inválido. Espera a resolução através de Deus.
Na tentativa de preservar Miriam resolve mudar-se para a Amé-
rica junto de Schemariah, mas para tanto considerou ser ínviá-
vel levar o filho inválido. Menuhim fica.
Na América, Mendel, vê a guerra transcorrer. O filho Jonas, sol-
dado do exército russo desapareceu, sem mais dar notícias,
Schemariah ( Sam ) decidiu defender a pátria e foi para a guerra.
Não mais voltou – fora morto em combate. A tristeza implacável
pela morte do filho tirou a vida de Débora, de súbito. Miriam,
traiu o marido que estivera na guerra. Esse ato de inconsequên-
cia lhe custou a sanidade. Fora internada numa clínica de insa-
nos mentais.
Mendel vê-se fora da sua Rússia, sem Jonas, desaparecido, sem
Sam, morto , sem Miriam, insana, sem Débora, a esposa morta e
sem o abandonado e inválido Menuhim.
Sem Deus !! Blasfemando dia após dia.
Recupera parte da sua crença em Deus, parte de sua vontade de
ver a vida, a capacidade de compreender a dimensão do valor do
indivíduo quando encontra um notável maestro, dono de uma
orquestra, reconhecido mundialmente por seu singular talento.
O maestro chamava-se Alexei Kossak.
O maestro era Menuhim.

Opinião: A releitura do livro de Jó, matéria-prima para essa obra, retrata a vida de um resignado, fiel e disciplinado homem
simples perante Deus. Temperamento pouco amável, pouco envolvente, que beirava à insatisfação com sua vida, desprovido de prazeres cotidianos ou de enxergar esses prazeres, o que, em certo ponto, pode ser interpretado como uma incongruência entre sua dedicação a Deus e sua incapacidade de Enxergá-lo nas minúcias do seu dia-dia.
Toda sua saga, a perda infantil de sua fé teoricamente inabalável, seu sentimento de pequenez e mediocridade perante o mundo tem como alicerce seus próprios atos, há que se dizer que muito de seu sofrimento derivou do seu livre arbítrio. Desprezou, abandonou, descartou um filho que se mostrou, num primeiro momento, objeto de infortúnio e chacota perante sua comunidade.
Nem a mudança de continente foi capaz de livrá-lo das lições de
Deus.
Esse sim, um aprendizado que nos encontra de modo implacável qualquer que seja o lugar ou o momento em que estejamos.
Esse é o aprendizado mais doloroso que pode existir.
O aprendizado tardio !!


O AUTOR:



Citações de “ Jó “: “ o ser humano é um insatisfeito “

Data da resenha: 17 de Março de 2.011

Autor da resenha: Márcio A. S. Ferraz

Local: Alameda das Paineiras, 60 - Itapevi – S.P

Nenhum comentário:

Postar um comentário